Vara da Infância e Juventude Divulga Lista dos Aprovados na Prova Escrita

6 02 2013

brasaoA Comissão do Processo Seletivo para Agentes Voluntários de Proteção a Criança e ao Adolescente da Comarca de Paulo Afonso/BA, torna público a quem interessar a relação dos aprovados na prova escrita objetiva de múltipla escolha, 1ª fase do certame.

Os candidatos relacionados deverão comparecer do dia 04 a 15 de Fevereiro na sala dos agentes de proteção ao menor, localizada no prédio do Juizado Especial Cível e Criminal, Rua Floriano Peixoto, nº 500, Centro (por trás do GBarbosa), das 07:00 às 13:00 horas e apresentar a seguinte documentação:
– Comprovante de quitação militar, para homens até 45 anos de idade;
– Duas fotos 3×4;
– Cópias autenticadas de RG e CPF
– Certidões de antecedentes criminais de distribuição dos feitos cíveis e criminais e de execuções penais;
– Comprovante de residência e cópia do certificado de conclusão do ensino fundamental. Continue lendo »





Aprovado em concurso dentro das vagas tem direito a nomeação

1 09 2011




Veja dez erros mais comuns de quem presta concurso

5 04 2011

Vários são os erros a que estão sujeitos os candidatos que prestam concursos públicos. Esquecer de ler o edital, de levar documentos exigidos na hora da prova ou até deixar para estudar na véspera são pecados mais comuns do que se imagina. 

Pensando nisso, o R7 entrevistou dirigentes e professores de cursinhos preparatórios e reuniu dez dicas para ajudar os profissionais que estão na luta por um lugar ao sol no paraíso do setor público. Veja abaixo:

1) Escolher concurso pelo salário e pelo número de vagas
O primeiro erro é escolher o concurso pelo volume de vagas disponíveis e pela remuneração, não pelo perfil do cargo oferecido. Não é incomum, nesses casos, que os recém-contratados descubram que a nova profissão não tem nada a ver com eles ou com a área que querem trabalhar. Muitos bancários concursados para a Caixa Econômica Fedeal ou o Banco do Brasil, por exemplo, descobrem tarde demais que odeiam trabalhar em banco. Por isso, o conselho é escolher a carreira pela afinidade, para não ficar desmotivado e desistir do serviço no meio do caminho. Continue lendo »





Candidato reprovado no psicotécnico não poderá refazer o exame

23 03 2011
Um candidato não recomendado no exame psicológico para o cargo de papiloscopista da Polícia Federal não poderá refazer o exame. Os ministros da Primeira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) seguiram o voto do relator, ministro Mauro Campbell Marques, que negou o pedido por considerar que não há razão para uma segunda avaliação. 

A defesa entrou com recurso especial contra a decisão do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) sob a alegação de que a não nomeação e posse do candidato por reprovação no referido exame psicotécnico seria ilegal. O TRF1, ao negar o pedido, considerou não haver qualquer irregularidade na primeira avaliação.

No edital, estava previsto que para ser aprovado o candidato deverá ter um resultado igual a um em quatro ou mais testes, sendo, necessariamente, um deles de personalidade e um deles o tipo TRAD ou BRD-SR. Nesse caso, os resultados se apresentaram adequados em apenas 4 testes, não pontuando nos testes TRAD e BRD-SR. Por isso, o candidato foi eliminado. Continue lendo »





TRF da 5ª Região abre inscrições para 14 vagas de juiz federal

11 03 2011

Candidatos devem ter diploma de bacharel em direito há pelo menos três anos e comprovar ter realizado atividade jurídica

Redação CORREIO

O Tribunal Regional Federal da 5ª Região, que tem jurisdição em Alagoas, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Sergipe, abre nesta quarta-feira (9) as inscrições do concurso para preenchimento de 14 vagas no cargo de juiz federal substituto.

A remuneração oferecida é de R$ 21.766,15. Os candidatos devem ter diploma de bacharel em direito há pelo menos três anos e comprovar ter realizado atividade jurídica, no mínimo, em igual período, após a conclusão do curso.

As inscrições preliminares poderão ser realizadas no site da Cespe. A taxa é de R$ 160. A seleção será composta de cinco etapas e o Cespe/UnB será responsável pela primeira delas, constituída de prova objetiva seletiva. Continue lendo »





Concursos federais suspensos por conta do corte

7 03 2011

Nelson Rocha
“O Brasil não vai parar por conta de um corte do orçamento. A máquina administrativa brasileira só se renova com a realização de concursos públicos”. A declaração de Leandro Fortes, coordenador pedagógico do Jus Podivm, que prepara candidatos para concursos na esfera federal, até que pode servir de alívio para quem sonha em fazer um concurso público este ano para ingressar num emprego federal, apesar do comunicado feito pela secretária de Orçamento Federal do Ministério do Planejamento, Célia Correa, de que “não vai ter concurso público nenhum este ano”. Segundo ela, apenas em caso de “emergência” isto ocorrerá. “Até mesmo aqueles que já tinham sido realizados, e que não tinham o curso de formação concluído, não vão sair”, declarou.

“Este comentário foi feito sem o devido embasamento. Pode haver algum corte, mas não da maneira radical como está sendo anunciado. As instituições precisam se renovar. Continue lendo »





O QUE É A LEI SE O MAJOR (NÃO) QUISER?

2 03 2011

Sobre a suspensão dos concursos no Executivo federal por um ano e o desrespeito ao art. 37 da CF, a quem estuda para concurso e à população.

William Douglas*

Nas “Memórias de um Sargento de Milícias”, de Manuel Antônio de Almeida, três senhoras vêm à casa do Major Vidigal, que era o chefe de polícia, para pedir a condescendência dele em relação a um jovem soldado. O major fecha a carranca e diz que não pode fazer nada porque existe uma lei. Uma das senhoras diz: “– Ora a lei… o que é a lei, se o Sr. major quiser?” Então, completa o autor: “o major sorriu-se com cândida inocência”.

Quando o assunto é prover os cargos vagos no Executivo federal, parece que o problema é outro: “Ora a lei… o que é a lei, se a Sra. Secretária não quiser?” (paráfrase minha).

Fiquei pasmado com a notícia vinculada na Agência Brasil, de que a secretária do Orçamento Federal do Ministério do Planejamento, Célia Correa, afirmou que “não vai ter concurso público nenhum este ano. Todos os concursos serão postergados”. Pior que isso, a secretária também afirmou que “até mesmo aqueles que tinham sido realizados e não tiveram curso de formação concluído, também serão postergados”. Continue lendo »